31 de jan de 2015

CAVALIERS BRASIL NO INSTAGRAM

 Cavaliers Brasil Instagram


Olá amigos tudo bem com vocês???

Nosso blog agora tem um perfil no Instagram. "Poxa!!! E como eu faço para seguir o blog no Instagram" É fácil amigo, você pode clicar na imagem ali em cima ou no link que esta ali em baixo, é só alguns clicks e pronto, você ficará com uma vasta seleção de imagens e informações sobre nossa equipe.

Então para de preguiça e siga-nos insta. Compartilhe nosso Instagram com seus amigos e caso eles sigam nosso blog no insta, nosso número de seguidores aumentara um por um, louco né amigos??? Curta e seja feliz. #GoCavs #LetsGoCavs

Acesse e curta: http://instagram.com/cavaliersbrasil

CAVS CONTINUA VENCENDO


E a sequência de vitórias continua. Cleveland Cavaliers faz excelente atuação defensiva e vence o Sacramento Kings por 101-90 sem maiores dificuldades.
Jogo foi recheado de turnovers e erros nos arremessos, mas Cleveland contou com boas atuações do seu trio de estrelas para garantir a vitória, com a colaboração da energia do resto do time, que superou os Kings e chegou a sua nona vitória consecutiva, somando agora 28 vitórias e 20 derrotas na temporada, aproximando-se da equipe de Chicago, quarta colocada. A distância hoje é de 2 jogos.*

Alguns rápidos comentários:

*Love liderou todos os jogadores com 23 pontos. O mais incrível é que 16 pontos foram marcados somente no primeiro quarto do jogo. Love é pontuador top-4 da NBA, se considerarmos somente o primeiro período do jogo.


*Kevin Love ainda terminou o jogo com 10 rebotes alcançando seu vigésimo sexto double-double na temporada. É o sexto jogador da liga no quesito.

*O lado triste da coisa é que após o primeiro quarto Love some do jogo. Após o começo arrasador, com 7-9 nos arremessos, Love foi 2-8 no restante do jogo. E essa é realidade do jogador por toda a temporada. 

*Cleveland conseguiu segurar o adversário a um jogo de menos de 100 pontos pela sétima partida seguida. Os kings terminaram o jogo com apenas 35.7% de acertos nos arremessos de quadra.

*Considerando apenas os 9 jogos desta sequência de vitórias, Cleveland tem a melhor defesa da NBA em termos de porcentagem dos arremessos dos adversários. Algo inimaginável para o que esse time apresentava no começo da temporada. 

*Lebron surpreendeu e foi para o jogo hoje. Disse que realmente não poderia ter ido para o jogo na quarta, mas hoje não demonstrou grandes problemas. Anotou apenas 19 pontos, mas alcançou seu jogo de número 610 seguido com 10+ pontos.

*Lebron porém cometeu 6 turnovers. Lebron é o terceiro jogador da liga com maior média de erros na temporada. O jogo teve 33 erros no total, 17 dos Cavs. 

*Irving não brilhou, mas quando você menos percebe ele está com 21 pontos e 6 assistências. 

*Os Cavaliers conseguem a nona vitória consecutiva, que é a maior sequência de vitórias dos últimos 5 anos. É a maior sequência de vitórias obtida por qualquer time, precedida por uma sequência negativa de 6 derrotas. 

*Próximo jogo será na noite deste sábado, contra o Timberwolves, em Minnesota, antigo time de Kevin Love. A expectativa não é um clima muito amoroso para o Love. A décima vitória é bem possível, não?
Abraço!
-----
*Se os Bulls perderem hoje, a diferença fica em 1.5.

30 de jan de 2015

PRÉ-JOGO: SACRAMENTO KINGS vs. CLEVELAND CAVALIERS


Olá amigos tudo bem com vocês???

Após termos a confirmação que nossa equipe irá ceder dois jogadores (Lebron James e Kyrie Irving) para o AllStar Games, os Cavaliers recebem o Sacramento Kings (16-28), rumo a nova vitória consecutiva, nossa equipe não contará com nosso maior astro, Lebron James. Depois da grande atuação de Irving no ultimo jogo, acredito que a equipe tem tudo para buscar mais um vitória.

Sacramento Kings vs. Cleveland Cavaliers

Local: Q-Arena, Cleveland, OH
Horário: 7:30pm Local - 22:30hs Horário De Brasília

Possíveis titulares:
Sacramento Kings
8 Rudy Gay
- 34 Jason Thompson
- 15 DeMarcus Cousins
- 23 Ben McLemore
- 7 Darren Collison

Clevaland Cavaliers
- 32 Shawn Marion
- 0 Kevin Love
- 20 Timefey Mozgov
- 5 J.R. Smith
- 2 Kyrie Irving


Último Confronto:
11/Jan/2015 - Sleep Train Arena
Cleveland Cavaliers 84 x 103 Sacramento Kings




29 de jan de 2015

IRVING NO JOGO DAS ESTRELAS


A incrível semana de Kyrie Irving continua e o armador foi selecionado para fazer parte do time da conferência Leste no All Star Game, em fevereiro. Será a terceira aparição de Irving no jogo das estrelas, se tornando o quarto jogador mais jovem a participar do evento por três vezes. (Lebron, Kobe e Isaih Thomas).

Nas duas aparições anteriores, Irving acumulou média de 23 pontos (71.4%FG/ 50%3PTFG), 4 rebotes e 9 assistências, em 29.5 minutos jogados. Irving foi ainda eleito o MVP da última edição do evento, ao liderar a conferência Leste para a vitória, com 31 pontos, quando se tornou o segundo jogador mais jovem a conquistar tal feito (atrás de Lebron James).
Para os que acham que na escolha houve interferência da atuação de 55 pontos de ontem, saiba que a escolha se deu na terça-feira. E não se esqueçam de que Irving lidera em pontos a Conferência Leste, entre os armadores, com 22.1 pontos por jogo.

Irving se juntará a Lebron James no evento, sendo a sétima vez na história dos Cavaliers que a equipe cede pelo menos dois atletas para o badalado jogo das estrelas. Kevin Love ficou de fora da seleção este ano, mas há ainda diminutas chances do jogador participar do evento, pois Wade será substituído devido a uma contusão.

O All Star Game ocorrerá no dia 15 de fevereiro, no Madison Square Garde, Nova York.

CLIQUE AQUI  e relembre o Show que Irving deu no ano passado!

Vale também relembrar Kyrie Irving quebrando os joelhos de Brandon Knight no Jogo dos Calouros e Segundos anistas, que em 2015, por sinal, será realizado com uma disputa entre Jogadores dos EUA x jogadores do resto do mundo. CLIQUE AQUI!

Com talento para dar espetáculo assim, é impressionante como alguém pode reclamar que Irving tenha sido selecionado!Muita falta de amor no coração, rapaz!!

KYRIE-DICULOUS


Es-pe-ta-cu-lar!
Assim foi a vitória dos Cavs diante do excelente time de Portland. 99 x 94
E a forma como ele foi conquistada foi espetacular que só a pleura!!!!!!!!
Kyrie Irving estava iluminado e anotou 55 pontos, inclusive uma bola vencedora de 3-pontos para decretar a vitória dos Cavaliers contra o líder da Divisão Noroeste e terceiro lugar do Oeste, Portland Trail Blazzers, de LaMarcus Aldridge (38 pts) e Damian Lillard.

A noite tinha tudo para ser um desastre, com a notícia de Lebron James fora da partida, por causa de dores no pulso esquerdo. Time precisaria muito de Love e Irving, mas Irving começou errando seus 7 primeiros arremessos de quadra. O pensamento não foi muito positivo na hora, mas o que vimos em seguida diante dos nossos olhos ficará em nossas memórias por um bom tempo. Kyrie saiu do inferno ao céu com a confiança de quem estava fazendo o melhor jogo de sua vida. E assim foi. Kyrie quebrou recorde da franquia e fez o que ninguém conseguiu fazer nesta temporada da NBA.

* Após começar o jogo 0-7 nos arremessos, Irving terminou a noite com incríveis 55 pontos, 5 assistências, 4 rebotes e 2 roubos de bola em pouco mais de 38 minutos em quadra. 

*55 pontos é a maior marca anotada por um jogador do time atuando na Quicken Loans Arena. Empata ainda com a segunda  melhor pontuação de um jogador na história da franquia, atrás apenas de Lebron James (56 pts. vs Toronto em 2005). Na história dos Cavaliers, Irving é apenas o terceiro jogador dos Cavs a superar a casa dos 50-pts, juntando-se a Walt Wesley e Lebron James (Todas as noites de 50+ pts de James com os Cavs foram fora de Cleveland).

*55 pontos é também a maior pontuação que um jogador consegue na temporada 2014/2015 até agora, superando as performances de Klay Thompson e Mo Williams

*Kyrie Irving acertou 11 bolas de 3-pontos durante todo jogo (11-19). Este é o recorde do time em bolas de longa distância convertidas em um único jogo. 

*Irving anotou 24 dos últimos 28 pontos da equipe no jogo. Ligado no modo Uncle Drew, todos passavam a bola para ele e não havia defesa de Portland que o parasse. Impressionante que as 11 bolas de 3-pontos foram anotadas contra um time top-3 de defesa do perímetro na temporada. 

*Irving (55) anotou 11 pts a mais que todos os outros jogadores dos Cavs combinados (44). Somando o jogo de ontem, Irving anotou 93 pontos nas duas últimas partidas, o que é a melhor pontuação em jogos seguidos desde 2007 (110, de Kobe, com 60 em um dia e 50 no outro). 

*Kyrie Irving, Lebron James, Brandon Jennings e Rick Barry são os únicos jogadores a anotarem 55 pontos numa partida antes de completarem 23 anos de idade. 

Fica o vídeo da performance do Irving, mas só revendo todo jogo para sentir toda a emoção do dia histórico.



*Apesar da noite histórica de Irving, fica o registro negativo aqui da atuação ofensiva do Love. O jogador marcou 10 pontos nos primeiros 6 minutos do primeiro quarto. E depois ficou zerado no restante da partida, arremessando no geral para 3-15. Ainda assim, double-double para ele, que recolheu 12 rebotes. Confesso que Love decepcionou bastante no jogo de hoje, pois sem James em quadra se esperava muito mais dele.

*É a décima partida que Lebon James perde na temporada. Sem James, Cleveland está agora 2-8. James é dúvida ainda para a próxima partida na sexta, contra os Kings.

*No início da temporada, muitos comentavam que de repente Irving deixava de ser a estrela do time para talvez apenas o terceiro melhor jogador. Bem, definitivamente não é o elo mais fraco do Big-3.

Se alguém souber de uma clínica para tratamento psicológico para vítimas de atropelamento, por favor liguem para 9555-0090. Menino Lillard (4-19) poderá precisar. Grato!

Que Show, não foi pessoal?
Que acharam da partida??

28 de jan de 2015

PRÉ-JOGO: PORTLAND TRAIL BLAZERS vs. CLEVELAND CAVALIERS


Olá, amigos, tudo bom com vocês???

Após a sétima vitória diante do Detroit Pistons (veja como foi), nossa equipe recebe o Portland Trail Blazers (32-13) buscando a oitava vitória seguida, para isso precisamos vencer o 3º colocado do Oeste e mostrar o poder do nosso time dentro de casa.

Portland Trail Blazers vs Cleveland Cavaliers

Local: Q-Arena, Cleveland, OH
Horário: 7:30pm local - 22hs horário de brasília

Possíveis times titulares:
Portland Trail Blazers
- 88 Nicolas Batum
- 12 LaMarcus Aldridge
- 35 Chris Kaman 
- 2 Wesley Matthews
- 0 Damian Lillard 

Cleveland cavaliers
- 23 Lebron James
- 0 Kevin Love
- 20 Timefey Mozgov
- 5 J.R. Smith
- 2 Kyrie Irving

Mais uma vez, vamos ter que recorrer aos links na internet para acompanhar o Cavs. Pois basquete não deve ser tão legal assim, segundo as emissoras de TV. Uma pena. #GoCavs

BIG 2


Em um jogo feio e complicado, Cleveland supera os Pistons e mantém a série de vitórias, que agora chega a sete. Em jogo de muitos arremessos desperdiçados e pouca criatividade, os Cavaliers sofreram para chegar a vitória e precisaram do individualismo de Lebron e de Kyrie para superar o adversário. 103-95

*Péssimo primeiro quarto da equipe. Aliás, do jogo. As duas equipes foram mal demais. Os Cavs começaram o jogo com 3 de 14 nos arremessos e apenas 6 pontos nos primeiros 6 minutos. 17 a 19 no 1Q talvez te dê uma idéia de como o jogo começou muito feio. 

*Impressionante a insistência dos times nos chutes de 3-pts. Em meados do 2Q, os Cavs estavam 1-11 nesse tipo de arremesso, enquanto os Pistons iam de 2-13 no perímetro. Com o agravante que maioria dos arremessos dos Pistons foram completamente livres. Ao final da partida, o aproveitamento dos Cavs foi de apenas 26.5% com 9 de 34 nas bolas longas. (34!). 

*Somente Kyrie Irving (6-10) conseguiu acertar seus arremessos mais valiosos. Lebron (0-4), Love (1-8), JR Smith (1-6) e Shumpert (1-5) estavam todos descalibrados no jogo. 

*Irving, por sinal, brilhou na noite. Simplesmente espetacular, quando chamou a responsabilidade no 2Q, conduzindo o time para uma vantagem no intervalo que não foi mais questionada até o fim do jogo. O armador brilhou com 38 pontos, 6 assistências e 3 roubos de bola, sendo o cestinha da noite e repetindo a melhor marca da temporada em pontos. Irving ainda mostrou muita energia defensiva e mais uma vez superou o empenho que estávamos acostumados a ver do jogador na tábua defensiva. 

*Além de Irving, Lebron James também brilhou. Após ser nomeado o jogador da semana pela conferência Leste, pela terceira vez na temporada,  Lebron fez mais uma atuação para o habilitar para a corrida do MVP. James terminou a partida com 32 pontos, 7 assistências e 6 rebotes,

*Lebron e Irving combinaram para 70 pontos dos Cavs na noite (30 de 47 até o intervalo), com um aproveitamento de 51% para a dupla. O resto da equipe somou 33 pontos em 33% de aproveitamento. O jogo estava tão concentrado nos dois jogadores, que eles foram os únicos atletas da equipe a cobrarem lances livres no jogo. (E olha que os do Irving já foram aqueles para parar o cronômetro no fim do jogo). Os dois foram os únicos Cavaliers a chegar aos dois dígitos na pontuação. 

*Só mais um parênteses sobre o Irving, que desperta tanto odio de muitos que não torcem para os Cavs, principalmente quando seu nome é citado para o All-Star game. Kyrie voltou a defender muito bem. Mesmo com a boa apresentação de DJ Augustin (19 pts [8/15] e 9 ast), foi mais um jogo de empenho defensivo, energia e entrega que está retirando o nome de Irving da lista dos defensores nível Harden. Deixo abaixo uma imagem que resume o desempenho dos últimos armadores que Irving enfrentou.

*Defesa dos Cavs, é bom que se diga, mais uma vez limitou seu adversário a um aproveitamento muito baixo. Detroit é o quinto adversário seguido com no máximo 42% de aproveitamento. (Detalhe, Pistons anotou apenas 39 pts até o intervalo). É o quinto jogo seguido também em que os adversários não alcançam a casa dos 100 pontos. 

*Noite de Dion Waiters para o JR Smith. 2-11.

*Sobre o adversário, vale destacar os 6 tocos de Drummond na partida. Agora, para alguém que joga tão perto do aro, o pivô teve um desempenho muito baixo (6-17). Bem, sorte nossa!

Os Cavaliers retornam para Cleveland para ainda nesta quarta-feira enfrentarem a forte equipe do Portland Trail Blazers. Se vencermos, igualamos a melhor marca da temporada quando conseguimos 8 vitórias. Duelo duríssimo, que precisará contar com um basquetebol mais coletivo e desempenho mais satisfatório do resto do time. 
Claro que ficamos felizes quando Lebron e Irving superam a casa dos 30 pontos, mas ainda gostamos mais quando temos 5 jogadores ou mais com pelo menos 15 pontos. 
Seja como for, vamos torcer por mais uma vitória. 

Show do Irving....


*Um último comentário: Perceberam que o blog tem um novo colaborador? O Amauri Lava (@AmauriTadeu) iniciou sua participação como colaborador por aqui. Seja muito Bem-Vindo, Amauri!! (E aquela conversa de salário fica para depois, ok?)

27 de jan de 2015

PRÉ-JOGO: CLEVELAND CAVALIERS vs. DETROIT PISTONS


Olá amigos tudo bem com vocês???

Na noite de hoje nossa equipe vai enfrentar o Detroit Pistons, buscando a sexta vitoria consecutiva. Será que a sexta vitoria seguida vem??? Vamos torcer, confira ai uma pequena prévia com algumas infos do jogo. #GoCavs.

Cleveland Cavaliers vs. Detroit Pistons

Local: Palace of Auburn Hills, Detroit, MI


Horário: 7:30pm (local) (22:30hs Horário de Brasilia)

Possível time titular: 
- 23 Lebron James
- 0 Kevin Love
- 20 Timefey Mozgov
- 5 J.R. Smith
- 2 Kyrie Irving

Infelizmente este jogo não terá transmissão, Mas aos fãs podem acompanhar por este link http://firstrows.biz/

25 de jan de 2015

NOITE DE OURO


Cleveland Cavaliers continua a sequência de vitórias. A vítima da vez foi o Oklhoma City Thunder. Novamente diante de sua torcida, Cavs se impôs e, mesmo em um jogo menos espetacular, o time foi capaz de buscar a vitória diante das dificuldades. 108x98.
OKC estava desfalcado de Adams. O jogo marcou o retorno de Dion Waiters à Cleveland pela primeira vez. Antes da partida, Waiters deu várias declarações favoráveis a franquia, dizendo que estava feliz por sair de um time grande para outra grande organização. Disse que falou com Irving e Thompson, mas fez questão de destacar que não teve contato de Lebron James. 
Em quadra, muitas vaias e algumas palmas. Cleveland tentou tirar o holofote dele, para não motivá-lo mais. E viu um discreto Waiters pelo OKC. No duelo das verdadeiras estrelas, Lebron e Durant brilharam, mas o astro de Cleveland foi mais decisivo. WesTO e Irving também foram bem, mas com baixo aproveitamentos. E no fim, Cavs soube defender bem e sair vitorioso aproveitando os erros de OKC. 

*Esta foi a 14ª vitória de James sobre Kevin Durant, contra apenas 3 derrotas. Os dois jogadores marcaram mais de 30 pontos no jogo (34x32). Mas enquanto Durant marcou James, o jogador dos Cavs viu seus companheiros terem maior parte do trabalho contra Durant. 

*James começou o jogo com o estilo ofensivo que mais nos anima, batendo para dentro e cavando as faltas. Assim ele foi ganhando espaço, carregando o adversário de faltas e anotando pontos. 22 até o intervalo. No terceiro quarto, passou em branco. E no fim do jogo, resolveu arremessar mais e tomar a responsabilidade. Marcou os 8 primeiros pontos dos Cavs no período e comandou o time para a vitória com 34 pontos, 7 rebotes, 5 assistências, 2 tocos e apenas 2 turnovers. 

*Cleveland teve uma noite pouco inspirada na movimentação ofensiva. A bola não era movimentada. O resultado foi um primeiro quarto de apenas 20 pontos, com 25% de aproveitamento, apenas. Quando vimos os 37 pontos do segundo quarto (37x20), chegamos a pensar que se os Cavs quisesse algo nesta temporada, teria que depender mesmo do seu ataque. Ledo engano. Mesmo com uma noite ofensiva irregular (44%FG), Cavs venceu porque manteve uma defesa eficiente.

*Foi mais um jogo em que os Cavs reduziu o adversário a menos de 40% de aproveitamento nos arremessos. A defesa dos Cavs é visivelmente melhor. A energia é outra. E o impacto de Mozgov no garrafão fez a diferença. Cleveland com Love, Thompson e Mozgov tem um garrafão bem mais respeitado. Hoje foram 8 tocos para os Cavaliers. E mais um jogo que vencemos nos rebotes.

*Mas o jogador de garrafão que trouxe um grande impacto ao jogo foi Thompson. Claro que os minutos dele podem cair com o Mozgov, mas ele foi bem demais hoje. Jogou 30 minutos e teve um plus/minus de +22. Ainda deu 3 tocos e pegou 16 rebotes (marca da temporada) em mais um double-double, com seus 10 pontos. 

*Falar em defesa, Iman Shumpert está trazendo seu jogo para os Cavs aos pouquinhos. percebe-se que os seus minutos ainda estão sendo controlados, mas em 13 minutos em que permaneceu em quadra, Cleveland superou o OKC em 16 pontos. Deu até raiva quando Blatt o tirou de quadra no 4Q, pois vinha de sequências defensivas excelentes. Problema é que ele ainda não dá a fluidez suficiente ao ataque. Mas ver esse impacto de Shumpert, Thompson e Marion (7 minutos e +13) é animador, vindo do segundo esquadrão da equipe.

*Kyrie Irving (21 pontos e 6 assistências) encestou 3 bolas de 3-pontos e assim superou Mo Williams (378) passando a ser o sétimo jogador da história da franquia com mais bolas de longa distância. (380) e está a apenas mais 1 cesta de empatar com o sexto lugar, Craig Ehlo. 

*A noite foi a noite do ouro, com todo mundo na Arena de amarelo. Parecia um aquecimento para os playoffs. O clima de pós-temporada foi bacana e contagiou até os jgadores, com um certo desentendimento entre Mozgov e Perkins. Vai treinando, torcedor, porque finalmente retornaremos à pós-temporada.

*Dion Waiters retornou para Cleveland sendo Dion Waiters. 5-15 nos arremessos, e 14 pontos. (Ok, JR Smith foi 4-14). Até temos que dá o crédito quando OKC abriu 8 pontos de vantagem no 1Q, foi quando ele veio para o jogo. Ele ainda bateu pra cima do Irving duas vezes deixando o nosso armador para trás sem dificuldades. Mas Cavs abriu espaço para ele na linha dos 3 pontos. E Waiters chutou no perímetro para 2 de 7, sendo a maioria deles completamente livre. 

*Dion Waiters...


*Mais Dion Waiters...

















Ok, confesso que agora que ele saiu de Cleveland isso ficou mais engraçado.
Cleveland segue seu caminho saindo de Ohio com um 4-0 na bagagem. Terça-feira o desafio é contra o Detroit Pistons, que acabou de anunciar que seu armador Brandon Jennings está fora da temporada por contusão. 
Conseguiremos a sétima vitória?
Confiante?

24 de jan de 2015

UMA SURRA


Cleveland Cavaliers surrou o Charlotte Hornets nesta sexta-feira, na Quickens Loans Arena. Com uma atuação impressionante, os Cavs conseguiram a vitória mais tranquila da temporada ao conseguir uma vantagem de 39 pontos, num placar de 129 x 90.
Em ritmo de jogo exibição, os jogadores desfilaram para uma apresentação de gala que culminou com a maior margem de vantagem desde 1994. Foi a quinta vitória seguida da equipe e mais um jogo em que os Cavs não ficaram atrás do placar nenhuma vez. Resumindo, foi uma surra. Uma vitória imoral, que merece alguns comentários.

*Os 42 pontos dos Cavs no 2Q foi a maior marca da temporada para um único período. Os 75 pontos no intervalo também é a melhor marca da temporada, bem como os 129 pontos na partida. E a vantagem de 35 no intervalo (75-40) é a maior da história da franquia!

* Hornets havia perdido apenas 2 partidas nos últimos 10 jogos. E nesses 10 jogos não tinham levado 100 pontos em nenhum deles. Tomaram 75 em 2 quartos e 129 no jogo em um total massacre da equipe de Ohio.

*Todos os jogadores dos Cavs tiveram oportunidade de entrar em quadra e todos pontuaram.

*Mas este jogo marcou em especial a estréia de Iman Shumpert, que jogou por 9 minutos e anotou 8 pontos, com 100% de aproveitamento nos arremessos de quadra, inclusive 2/2 na linha de três pontos.

*Lebron mais uma vez foi o cestinha da noite com 25 pontos, 9 assistências e 6 rebotes. Mozgov anotou 14 pontos e 10 rebotes. JR Smith marcou 21 pontos, todos vindos da linha dos 3-pts (7/11). Love fez apenas 9 pontos em apenas 7 arremessos, e nenhum jogador dos Cavs ficou 30 minutos em quadra e nenhum titular jogou o último período.

*Irving marcou 18 pontos pelo terceiro jogo consecutivo. E mais uma vez podemos dizer que foi um jogo espetacular do Irving, que voltou a ter bom desempenho defensivo e cometer poucos erros. Terceiro jogo sensacional do Irving, que merece ser destacado, mesmo sem os números sensacionais a que está acostumado.

* Cleveland chegou a ter 49 pontos de vantagem no 3Q. Surreal. O jogo todo parecia uma sessão de top-10 da ESPN, cheio de jogadas mirabolantes, roubadas de bolas, enterradas. Showtime o tempo todo. Vale a pena conferir o vídeo abaixo com o resumo do que foi o jogo até o intervalo.


*Lebron James mais uma vez foi escolhido para o time titular do All-Star Game. Mas desta vez não como jogador mais votado, perdendo para o Stephen Curry. Kevin Love e Kyrie Irving não conseguiram votação suficiente e agora esperam a seleção dos treinadores. Irving, que foi o MVP do último All Star, perde ainda 10 milhões de dólares previsto no contrato dele caso fosse selecionado mais uma vez para o time titular do Leste.

*A temporada dos Cavs parecia um fiasco? O que você acha agora? E já pensou que ainda assim é a melhor temporada de um time do Kyrie Irving ou do Kevin Love na carreira deles na NBA?

Próximo jogo do time é contra a forte equipe do OKC, ainda em casa. Será o primeiro jogo de Dion Waiters na Q-Arena, após a troca de semanas atrás. Um jogo difícil e que nós esperamos encontrar o mesmo empenho defensivo dos últimos jogos. 
A partida terá transmissão do canal Sports+, da Sky. Não perca a chance de acompanhar. E se ligue no horário, 18:30 (horário de Brasília).

22 de jan de 2015

ENGRENANDO


Cleveland consegue sua quarta vitória consecutiva, em mais uma bela apresentação da equipe na Quickens Loans Arena. Cavs 106 x 92 Jazz
O time dominou a partida ainda no primeiro quarto e comandou as ações chegando a abrir uma vantagem de 28 pontos. Apenas no período final, os reservas não deram contar de manter a vantagem, fazendo Blatt colocar de volta Lebron em quadra. Mas no geral os Cavaliers deram um show à parte, levantando a torcida com jogadas ofensivas e defensivas.

*Na segunda, todos os titulares dos Cavs anotaram 15 pontos ou mais, o que não acontecia desde 1993. E agora os Cavs repetiram a dose de forma consecutiva, algo que só tinha sido visto na longínqua temporada de 85/86.  James liderou todos com 26, Love fez 19, Irving 18, Mozgov 16 e JR Smith 15. Comparando com o jogo dos Cavs, você observa uma constância impressionante e animadora.


* Kyrie Irving fez outra bela apresentação. Estamos acostumados a associar isto a uma pontuação de mais de 30 pontos, porém em mais uma noite ele não chegou a casa dos 20 e isso não nos deixou nem um pouco incomodados. Depois de 12 assistências jogo passado contra os Bulls, Irving se empenhou na defesa contra os Jazz, liderando a todos em bolas roubadas (steals) com 5.

* Inclusive com a jogada da partida que fez a Arena vibrar ao parar um contra-ataque adversário e finalizar o lance com uma ponte aérea para Love.



*Mozgov chegou a mais um double double com 16 pontos e 11 rebotes (7 ofensivos), além de 2 tocos. Lebron James rasgou elogios dizendo ser o melhor Center de  verdade com quem jogou depois de Big-Z. (Cremos que considerou Bosh mais um PF, assim como o Love).

*Love chegou a seu 23º double double na temporada, com 19 pontos e 13 rebotes. Ele e James foram responsáveis por 14 dos 29 pontos do terceiro quarto, quando os Cavs conseguiram sua maior vantagem. Love também conseguiu 2 tocos.

*Lebron James está sendo decisivo desde que retornou. Mais uma partida de 26 pontos, mas agora com 9 assistências, 6 rebotes e 4 steals. Os erros continuaram lá (9), mas nós somos bonzinhos (mentira!) e não vamos destacar nem isso nem o air ball de lance livre que ele deu. Vamos destacar o empenho defensivo bem maior que ele tem demonstrado.

*Cavs por sinal reduziu o adversário a menos de 32% de aproveitamento até o intervalo.(42% no final do jogo). Além disso os 15 roubos de bola foram a melhor marca na temporada, que contribuíram para os 22 x 6 em pontos de contra-ataque. A pequena mudança no sistema defensivo está fazendo efeito.

*Pelo Jazz, Hayward anotou 14 pontos e Kanter conseguiu 20 pontos e 17 rebotes, melhor marca em termos de rebotes para o pivô.

*Shawn Marion anunciou que se aposentará no final da temporada. Pela forma mais adequada que tem sido usada pelo Blatt, vai deixar mais saudades, pois tem sido muito mais efetivo. Marion defende bem várias posições e tem números excelentes na vitoriosa carreira de 16 anos na NBA. Vamos torcer para que consiga terminar a carreira com mais um título! (Marion foi campeão em 2011 com o Dallas).

Cleveland tem mais um jogo em casa, na sexta-feira, contra o time dos Hornets. Os Cavaliers vão fazer 8 dos próximos 11 jogos em casa e os jogos fora de casa são contra os Pacers, os Timberwolves e os Pistons. A tabela nos favorece, o time parece que encaixou e Iman Shumpert ainda está por estrear. Os tempos parecem que vão melhorar. David Blatt respira mais aliviado e David Griffin (GM) já pode ser ovacionado na Arena.
Empolgados??


20 de jan de 2015

FREGUESIA

Austin Carr presenteia Urban Meyer, treinador dos Buckeyes
Não adianta nem pedir para os torcedores se conterem, só vamos ouvir falar em "freguesia"para cá, "o freguês tem sempre razão" para lá. Isso porque os Cavs fez uma exibição de gala no retorno do time a Quickens Loans Arena. Sem ficar atrás nenhuma vez no placar, os Cavaliers mostraram seu poderio contra um debilitado Chicago Bulls. 108 x 94 (E cabia mais! Cleveland chegou a liderar por 25pts.)
Os Bulls não puderam contar com sua referência de garrafão, Joakim Noah (Aquele que disse que nada em Cleveland presta) e foram dominados no garrafão, sendo superados nos rebotes (54x30) e nos pontos na área pintada (46x30).
Inspirados pelo time de Football Americano de Ohio State, campeão nacional universitário, Cavs consegue uma vitória fácil que ainda nos deixa na briga ainda pela Divisão Central. Bela partida que merece alguns comentários:

*Se é bem verdade que os Cavs mostraram uma defesa um pouco melhor, também é verdade que os Bulls estavam numa noite horrorosa. Imaginem que, até o intervalo, o time de Chicago estava com apenas 30% de aproveitamento dos arremessos e Gasol, Rose e Kirk combinavam para 3 de 24. Mesmo assim, foi o suficiente para nosso treinador, David Blatt, chamar a partida de o melhor jogo defensivo do ano.
Veja essa defesa espetacular de Lebron James...

 Ok, estou brincando. No geral foi sim uma noite muito boa e se considerarmos apenas 2015, foi realmente nosso melhor jogo defensivo de janeiro. E pela quarta vez na temporada, Cavs arrasta um adversários para menos de 40% de acertos nos arremessos de quadra.

*Uma parte dessa boa defesa se deve a Mozgov, que tornou Pau Gasol irrelevante no jogo. Mozgoov teve sua melhor atuação com a camisa dos Cavs, conseguindo um double-double de 15 pontos & 15 rebotes, além de dar dois tocos. O russo demonstra realmente ter sido uma excelente aquisição dos Cavs para o garrafão. E o arremesso a meia distância dele parece ser muito bom. Pode ser mais explorado e causar ainda mais estrago.

*Os 15 rebotes de Mozgov ajudaram o time a chegar aos 54 na partida, igualando a maior marca desta temporada. Os 20 rebotes ofensivos também igualam o maior número desta temporada no quesito.

*Lebron James fez seu primeiro jogo abaixo dos 30 pontos desde que retornou da lesão. Mas isso não foi um aspecto negativo. A pontuação do time foi muito bem dividida e todos os titulares alcançaram dígitos duplos. Lebron ainda assim foi o cestinha da partida.

*James começou o jogo com 3 turnovers nos primeiros 4 minutos. Depois do jogo de 9 TO contra os Clippers, preocupava, maas até o fim do jogo foram apenas mais 3, para um total mais aceitável.

*James não anotou um double-double. Mas os Cavs tiveram 3 atletas com dois dígitos em dois quesitos diferentes. Além de Mozgov (15 pts&rebts), Love anotou 16 pontos e 12 rebotes, no seu retorno às quadras. Kyrie Irving completa o grupo com 18 pts e 12 assistências.

*12 assistências é a melhor marca de Irving na temporada. Ele sozinho conseguiu o mesmo número de assistências que todo o time de Chicago. Mais uma partida de tirar o chapéu para Irving. Sensacional!

* JR Smith está espetacular como titular dos Cavaliers. Fez mais uma bela apresentação, com 20 pontos em dia de mão quente, no qual acertou 6 de 9 bolas de longa distância. Uma delas bem importante que ajudou a frear a reação adversária. Desde que foi movido ao time titular, Smith tem média de 17 pontos e 46,4% de acertos nos arremessos de quadra. Nada mal! Pela forma como se encaixou no time, creio que as lágrimas pela perda do Waiters já tenham cessado.

*Tristan Thompon quis relembrar os velhos tempos e levou 4 tocos na partida. Todos antes do intervalo.

*Alguém sabe por que o Canal Space não mostrou o jogo ao vivo, já que tinha os direitos de transmissão? Enganou até o pessoal da NBABrasil

*Apesar do time reencontrar o caminho das vitórias, a notícia é de que os Cavs estão no mercado atrás de um armador veterano para a reserva de Kyrie Irving.

Cavs continua na sequência de jogos em casa, para enfrentar o Utah Jazz na quarta-feira, dia 21, às 22h. 
Você pode acompanhar mais notícias dos Cavs pelo nosso Twitter (@CavaliersBrasil) ou curtindo nossa página no Facebook.
Se for comprar ingresso para evento nos Estados Unidos, vá no site  SuperIngressos e coloque o código de desconto CAVALIERSBR.
Abraço!

17 de jan de 2015

SESSÃO CORUJA - Kyrie Show!


Segunda partida seguida do Cleveland no Staples Center, desta vez contra o time bom da cidade de Los Angeles. Isso significa que por duas noites seguidas perdemos nossa madrugada acordados, por isso seremos breves novamente. Cleveland conseguiu mais uma vitória na temporada, superando o bom time dos Clippers e a boa atuação de Blake Grifin(34 pts). Desfalcado de Kevin Love, com dores nas costas, Cleveland precisou de atuações brilhantes das demais estrelas em um jogo de muito ataque e pouquíssima defesa.
Vamos a alguns comentários breves:

*Kyrie Irving brilhou com uma atuação beirando a perfeição. Irving anotou 37 pontos acertando 12 de 18 arremessos (sendo 5-7 da linha dos 3). Irving ainda distribuiu 5 assistências e pegou 4 rebotes. E por mais que você olhe os seus 4 erros e pense que a noite não deve ter sido tão boa assim, saiba que todo armador comete alguns erros. Basta olha o Chris Paul com 5 turnovers na noite. Um dos grandes jogos de Irving na temporada.


*Lebron seguiu o Irving em mais um jogo que chamou a responsabilidade e também anotou +30 pontos. Precisamente 32 pontos (11-23FG), além de 11 rebotes e 7 assistências. Lebron porém errou bastante, sendo o responsável pela perda da posse de bola dos Cavs por 9 vezes.

*Com os 32 pontos, Lebron se tornou o jogador mais jovem a chegar na marca dos 24 mil pontos na temporada regular da NBA. Ele superou Kobe Bryant em 1 ano e 58 dias. Em 3 jogos após seu retorno, Lebron está com média de 33.7 pontos em 52% de FG convertidos

*Tristan Thompson tirou toda graça de escrever um texto sobre a recusa dele de uma extensão de contrato para ganhar 13 milhões de dólares por ano. Isso porque no jogo de hoje ele conseguiu 24 pontos (10-12) e 12 rebotes. Isso contra um garrafão de Griffin, Jordan e Hawes é notável. Sem Love em condições de jogo, Tristan entrou de titular e ficou em quadra por 39 minutos, o que ajudou o atleta a conseguir seu melhor jogo da temporada em termos de pontos. Assim fica difícil criticar. Texto sobre contrato fica para depois.

*Lebron, Kyrie e Thompson combinaram para 94 pontos!! Nos dois jogos da madrugada, Cavs teve médias de 117.5 pontos. Cleveland precisa de um bom ataque para tirar a atenção de sua péssima defesa. Nesses 2 jogos, Cavs levou 111.5 pontos dos times de L.A.

*Cavs sofreu no 3Q, permitiu que o Clippers abrisse 10 pontos e o desespero bateu a tal ponto que Cleveland apelou para as faltas em DeAndre Jordan para levá-lo a linha de lances livres. #Vergonha. Funcionou em partes. Cleveland errou os ataques, mas de certa forma ajudou ao Jordan ficar menos tempo em quadra.

*Cleveland só mostrou um pouco de defesa no período final. Com Dellavedova em quadra, o time mostrou um mínimo de vontade defensiva. Como JR Smith tinha sentido as costas no aquecimento, ele teve uma partida mais discreta e sofreu defensivamente. Até o intervalo, tínhamos cedido 8 bolas de 3-pts. Depois foram apenas 2, nenhuma no 4Q.

Essas duas vitórias foram um alívio para David Blatt. Cleveland volta ater mais de 50% na temporada com 21-20, 20-12 quando Lebron está em quadra. Cleveland agora vai para uma sequência de 4 jogos em casa. Nos próximos 13 jogos dos Cavaliers, 10 serão disputados diante de sua torcida.

E aí, Corujas, conseguiram ficar acordados na madruga?? Não podemos reclamar dos jogos, pelo menos houve bastante entretenimento.
Até a próxima!


16 de jan de 2015

KOBE BRILHA, MAS LEBRON VENCE


Em um jogo cheio de atenção da mídia, por ser uns dos últimos confrontos entre Kobe e Lebron, duas equipes que vem sofrendo na temporada lutaram para conseguir uma vitória. .
Em um jogo em que os ataques prevaleceram, Cavs e Lakers jogaram em ritmo de All-Star Game durante metade do jogo. Quando os Cavs resolveram defender um pouco, virou a partida e conseguiu quebrar a série de 6 derrotas consecutivas. 109 x 102
Rapidamente, pois são 4h no horário de Brasília, alguns comentários.

*Jordan Hill tem média de 12 pontos na temporada. Terminou o jogo com 20 pontos em 10 de 14 arremessos. Cleveland consagra qualquer jogador...

*E por falar em consagrados, Kobe atingiu seu career high em assistências (17). Fez uma partida excelente pelo lado dos Lakers e conseguiu passar a bola. Curioso que seus jogos com maior número de assistências foram contra Jordan e Lebron James. Detalhe, Kobe chegou a 17 ast, o time inteiro dos Cavs teve apenas 14.

*Lebron James anotou 36 pontos e conduziu o time para vitória com direito a bolas de 3-pontos improváveis. James era o escape ofensivo da equipe. Desde que retornou, fez partidas de mais de 30 pontos. Que continue assim!

*Mas James continua sofrendo com os lances livres. 8-13, com direito a um 0-4 no começo do jogo.

*E a defesa para James, só começa depois do intervalo. Antes do intervalo, o nível de defesa é esse que você pode conferir abaixo...



*E James podia ter feito chover em Los Angeles, mas os haters só vão comentar sobre esse lance que ele errou...


*JR Smith começou o jogo acertando 3 dos seus 4 primeiros arremessos de 3-pontos no 1Q. Errou os outros 6 que tentou...Mas continua mostrando muito valor. Medo é o Blatt continuar querendo usar ele como titular, quando Shumpert tiver condições de jogo.

* Love jogou boa parte da partida com dores fortes nas costas. Mesmo assim permaneceu muito tempo em quadra. Desnecessário para quem joga novamente no outro dia. Ainda anotou 17 pontos e pegou 7 rebotes. 

*Apenas 3 jogadores reservas entraram em quadra. (Delly, Marion e Thompson) Na batalha dos pontos, nossos reservas perderam por 43 x 16.

*Kyrie terminou jogo com 22 pontos e 3 assistências. Mas preocupou a torcida com os 5 turnovers no geral, muitos deles no começo da partida. Cuidou mais da bola depois do intervalo. 

*Defesa? Lakers (Eu to falando dos Lakers desta temporada, gente!) terminou a partida com 51% nos arremessos de quadra. Ataque? Não movimentou a bola, mas chegou a mais de 100 pontos, pela segunda vez nos últimos 10 jogos. O ataque dos Cavs tira o foco da defesa ruim. Como não estava funcionando, ajudou a expor a deficiência defensiva. Hoje foi na base do individualismo, mas funcionou. 

*Byron Scott continua com suas manias de fazer sempre a mesma coisa independente da siktuação de jogo. Depois do time dos Lakers fazer apenas 14 pontos no 3Q, ele manda pra quadra uma equipe toda reserva, mesmo com os Cavs mantendo Lebron em quadra. Kobe só entrou na metade final do último período. Lembram o que ele fazia com o Irving??

Depois da transmissão na madrugada de um jogo dos Cavs pelo Space, amanha (hoje!) Cavs volta às telas da TV Brasileira, com a transmissão da ESPN do jogo contra O Clippers. Mais uma madrugada acordado Quem se aventura??
Abraços!!

14 de jan de 2015

COM LEBRON, MAS SEM VITÓRIA


Lebron James retornou novinho e folha para o jogo contra os Suns. Contudo, foi um novo Lebron para os velhos resultados. Cavs 100 x 107 Suns
Cleveland jogou muito, muito mal. E mais uma vez estávamos derrotados na metade do terceiro quarto de jogo, apesar de termos conseguido uma recuperação que nos fez sonhar com uma vitória. Com uma atuação decisiva de M. Morris e G. Dragic, Suns tomaram conta do jogo e desfilaram em quadra contra uma defesa dos Cavs que não assusta nem criancinhas indefesas...

Comentários rápidos, porque os Cavs não tem merecido muitas palavras...

*Lebron retornou com muita energia e disposição. Uma reverse dunk já dava o tom da vontade dele em quadra. Em uma noite em que estava programado para jogar menos de 30 minutos, ficou em quadra por 36, pois era a única arma ofensiva do time junto com JR Smith. Lebron fez 33 pontos, com 11 por 18 nos arremessos e pegou 7 rebotes. (Veja no vídeo abaixo um pouco do retorno de James).

*Cavs perdia por 19 pontos, faltando 3 minutos e 20 para o fim do 3Q (80-61). Eis que JR Smith faz 3 bolas de 3-pts em ataques seguidos. Nos últimos 10 segundos do período, James corre a quadra paa uma enterrada raivosa e em seguida JR Smith rouba a bola na saída do Suns e mete mais uma bola de 3 pontos. Esta sequência deixou os Cavs apenas 6 pontos atrás e com chances de vitórias no jogo.

*Mas o jogo já estava perdido, pela atitude do time dentro de quadra, que tinha Irving e Love como exemplos máximos. 

* Cleveland não tem energia defensiva. É muito soft. Veja bem, James retornava de contusão depois de quase duas semanas e mesmo assim os Suns não tiveram pena e jogaram Lebron três vezes ao chão. Desleais? Não. Enérgicos. 

*JR Smith anotou 29 pontos (15 no 3Q), com 8-14 nos arremessos de longa distância.

Veja o que James aprontou..



*Irving foi o reflexo do fracasso do time. 8 turnovers, 4-14 nos arremessos e 6 assistências. Além de uma postura irreconhecível em quadra. 

*Eu falei que Irving foi o reflexo do fracasso? Deveria ter dito que Love foi o fracasso em pessoa. Mais uma vez não foi ao jogo no último período por escolha técnica. Jogou apenas 26 minutos, para 9 pontos, em 3-11 nos arremessos, e 9 rebotes. Finalizou o jogo com plus/minus de -20. 

*Markieff Morris atingiu seu career high com 35 pontos. Coisas de Cleveland...Quando li que o Mo Williams anotou 52 noite passada, pensei, Cavs jogou contra o Timberwolves ontem também??

*Lebron James empurrou treinador David Blatt com raiva colocando o treinador em seu lugar. Assim algum site, jornal vai publicar de forma sensacionalista. Mas a verdade é que após uma marcação de falta errada , Blatt reclamou tanto que iria levar uma técnica. Lebron, que cometeu a falta, também reclamava e conteve Blattt do pior.



*Cavs está 0-6 desde que trocou Dion Waiters (Só dizendo...)

*Antes de desistir da temporada, foi só primeiro jogo de Lebron com Smith e Mozgov. Mozgov fez péssima partida. Iman Shumpert ainda vai estrear. O entrosamento é realmente pequeno, não dá para julgar o sucesso ou fracasso da temporada.

*Mas com a sexta derrota consecutiva, décima em 12 jogos, e agora com uma campanha inferior a 50% (19 vitórias e 20 derrotas), a preocupação é grande. O investimento foi alto e hoje Cavs não parece que vai dar lucro. Vamos ver se a crise passa e o time tem uma valorização.

Próximo jogo é quinta, em rede nacional americana, contra o fraco time dos Lakers. Vejamos como será o comportamento da equipe. Será o penúltimo jogo dessa traumatizante viagem pelo Oeste...