19/04/2014

OBRIGADO, LUCIANO

Em homenagem ao grande Luciano do Valle, percursor da NBA no Brasil, deixamos este vídeo de uma das primeiras transmissões do jogo das estrelas, como agradecimento ao mestre responsável por nós fazer perder noites e noites de sono para vermos os escassos jogos de NBA na TV brasileira. Nos famosos jogos de playoffs dos Cavs contra os Bulls, ele esteve lá passando a emoção, junto com Álvaro José. Descanse em paz.
E mais uma vez, obrigado!

OESTE X LESTE:


17/04/2014

OBRIGADO, FÃS


Acabou a temporada 2013/2014 da NBA para o Cleveland Cavaliers!!

A vitória fácil sobre o Brooklin Nets pouco acrescentou para esta temporada. Os Nets estavam querendo perder, cogitando os confrontos com os playoffs. Foi a oportunidade para rever o Bennett jogar, para ver o Felix em quadra (10 pts e 3 ast em 12 minutos), Zeller (22 pontos e 11 rebotes, cestinha da partida). 
Foi talvez a última oportunidade de ver o Luol Deng do lado do banco dos Cavs. Como ele e o Varejão não jogaram, a torcida teve que se contentar com vê-lo de terno, dando uma moral aos aos companheiros.

O contrato de Deng se encerra agora e ele irá testar a Free Agency. Cleveland ainda não deixou claro se vai investir na renovação do atleta.  Deng pelo menos ganhou ainda um prêmio como atleta dos Cavs, o NBA J. Walter Kenned Award. Foi o Terceiro Cavalier a vencer este prêmio, pelos serviços prestados à comunidade. (Outros dois foram Eric Snow e Austin Carr). Parabéns, Deng. (Que, por sinal, também completou aniversário neste dia 16/04)


Cleveland terminou a temporada com 33 vitórias e 49 derrotas.
Aproveitamento de 40.2%
Apesar de ser um claro avanço em relação aos últimos três anos, foi muito frustante pela expectativa criada.
Curioso que Cleveland apresentou 16-33 enquanto Chris Grant era o GM e 17-16 após sua saída e vinda de David Griffin.

E do mesmo jeito que hoje marca o fim de uma temporada, podemos dizer que hoje já começa a Temporada 2014/2015. 

Tudo agora já é pensado em função da próxima temporada.
Dan Gilbert já falou que quer um time vencedor no próximo ano. Mas convenhamos que o que ele fala não se escreve muito literalmente.
Durante os próximos 5 meses, muitas especulações virão sobre contratações e demissões.
Mike Brown afirmou hoje em entrevista que vai respeitar as decisões do Gilbert, afinal é "o time dele". 
Kyrie Irving disse que queria fazer parte de algo especial em Cleveland, sinalizando que poderia aceitar a oferta milionária de extensão. Mas deixou claro que não tem uma resposta definitiva. 
A Free Agency será fantástica e muitos jogadores bons estarão disponíveis para contratação.
E os Cavs ainda terminaram em nono lugar para a loteria do Draft, com 1,7% de chances de pegar a primeira escolha. É difícil, mas uma escolha top-10 poderá ajudar bastante. 

Agora é esperar todas as definições e ver qual será o time que desembarcará aqui no Brasil em outubro.

Para nosso site, também foi uma temporada especial, com novos autores, um domínio próprio, muito mais visitas. Ainda estamos inconstantes, tal qual o time dos Cavs, mas felizes pelo crescimento. 

Agora podemos nos conectar por este site, pelo Twitter, pelo Facebook e até pelo WhatsApp. 
Isto porque há muitos fanáticos torcedores que amam o Cleveland Cavaliers.
Torcedores que são fiéis ao time, independente dos jogadores que entram ou saem, independente do número de vitórias ou derrotas. 
Por vocês e para vocês, varamos madrugadas, após dia de trabalho e faculdade, para prestarmos o maior número de informações e entretenimento, pois somos também fanáticos pelos Cavs e queremos ajudar a fazer esta franquia crescer aqui no Brasil. 
Deixamos, portanto, nosso muito obrigado a todos vocês, fãs!!



13/04/2014

MOTIVOS


Cleveland teve duas derrotas desastrosas nos últimos dias.
Após a eliminação matemática, o basquete dos Cavs foi patético nos dois últimos jogos.
Perdemos para os Bucks, o pior time da liga. Detalhe, pela SEGUNDA VEZ  na temporada. 
Depois perdemos para o Boston, eliminado há um longo e tenebroso inverno.

Cleveland desistiu? Talvez.

Poderíamos pensar muitas coisas sobre essas derrotas. 

1 - O time perdeu o ânimo para disputar de forma competitiva após a eliminação. 
Bem se for esse o caso, mostra bastante sobre o caráter da equipe. Na cultura americana, "o show tem que continuar". Independente da situação, você precisa ser profissional. Não se aceita o comportamento desleixado, que vez por outra vemos no Brasil, notadamente no futebol. 
Não. Isso não é aceitável.

2 - As derrotas podem ser também ser um puro reflexo da temporada. O time é ruim, mal treinado, defende mal e tem um péssimo ataque. Assim, quando os lampejos de qualidade não vem, derrotas assim são normais, como foram durante toda a temporada. Perdemos alguns muitos jogos ridículos, e esses dois são apenas mais dois deles, que apenas chamam a atenção porque o time parecia (parecia!!) ter mudado a página, mas na verdade não mudou. Continuamos escrevendo as mesmas linhas de uma história de terror. 

3 - Uma teoria da conspiração mais profunda, pode nos levar a crer que os jogadores depois de muito lutarem e quase chegarem ao objetivo improvável, resolveram mostrar que o time tem problemas sérios. Tipo: "Vamos perder estas partidas, para os torcedores, diretoria, mídia vejam como tudo está errado". Com o final da temporada chegando, a imagem que fica não é nada boa e isso poderá levar a mudanças mais profundas. Ou seja....Vamos derrubar o treinador. 

4 - Ok, Vamos conseguir uma posição melhor no Draft!

Sei que independente do motivo, foram dias bem melancólicos e embaraçosos. 
Mais uma vez!

Alguma explicação para essas derrotas??
Comentem!!  

10/04/2014

OFICIAL: CLEVELAND NO BRASIL

A liga anunciou nesta quinta-feira que o Cleveland Cavaliers estará no Brasil em 11 de Outubro, no Rio de Janeiro.
Será o segundo jogo da NBA no Brasil, como parte dos Global Games .
Será a chance da torcida do Brasil poder ver o time dos Cavs jogar de pertinho. 

Anderson Varejão será o representante brasileiro em quadra. Com certeza contará com o apoio da torcida.
O Adversário será o Miami Heat, que tem uma crescente torcida, devido ao Lebron James.

Mas tanto Lebron quanto Varejão poderão mudar de times nesta inter-temporada. 
Independente de quem venha jogar por aqui, será muito bom ver a camisa vinho e ouro de perto mais uma vez. 
E com certeza o sentimento de carinho com o time será o mesmo.

Então está combinado! Dia 11 de outubro nos encontraremos no Rio de Janeiro para uma experiência diferenciada. 



09/04/2014

OFICIALMENTE ELIMINADO


Cleveland Cavaliers deu uma surra nos Pistons na última noite. 
122-100 foi até pouco para tremenda superioridade. 
7 jogadores conseguiram +10 pontos. E Irving não foi um deles. 
Os destaques da partida foram Dellavedova (14 pontos e 12 assistências) Hawes (15pts) e Dion Waiters (22 pontos e 8 assistências).

O time dominou, sufocou o adversário do início ao fim. Movendo muito bem a bola, conseguiu 41 assistências em 53 cestas. 
Torcedor deve ter saído satisfeito na Q-Arena. Já tinha maluco pedindo par o Mike Brown ficar para o próximo ano. 

Mas a satisfação da noite não durou muito. 
Logo em seguida, o Atlanta Hawks confirmou a vitória diante do Boston Celtics e oficialmente terminou com as chances do Cleveland de chegar aos playoffs.
Próximos jogos serão apenas para cumprir tabela.

Pela primeira vez, Mike Brown não irá avançar para a pós-temporada.
E mais uma vez pode ser demitido. Vamos esperar.

Pois é, e a Senhora Ave Davine vai ficar chupando dedo, já que não poderá cumprir sua promessa de fazer sexo com todo o time dos Cavs.


Chora, Karasev!!

05/04/2014

ESPERANÇAS MASSACRADAS EM ATLANTA

Ontem foi o jogo decisivo do Cleveland em relação aos playoffs.
Todos classificavam a partida como a "primeira partida de playoffs" da era Kyrie Irving.
Vencendo, diminuiríamos a desvantagem para 1 jogo e assumíamos definitivamente a condição de luta pela pós-temporada.
Perdendo, só um milagre nos ajudaria.

E foi o que aconteceu. Perdemos.
Aliás, perdemos é pouco! Fomos massacrados. Dominados, controlados do início ao fim do jogo. 117 x 98

Em uma Arena vazia, Cleveland sentiu a pressão e não jogou com a intensidade que a disputa exigia.
Levamos 39 pts só no primeiro período. A defesa não se achou. E quando se encontrou, o ataque se perdeu.
Em nenhum momento o time conseguiu assumir a liderança no placar.
Deixamos o Mike Scott (quem?) anotar 26 pontos em 12-13 FG. Fala sério!!!
Foi uma noite lastimável, que os Cavs não deixaram nem um espaço para o torcedor ter esperanças. Derrotado nos primeiros 5 minutos de jogo.

E você deve estar perguntando: E AGORA??

Bem, a temporada ainda não acabou. Ainda temos 5 jogos por fazer, a começar por hoje à noite contra o Bobcats.
Ainda há uma chance matemática de playoffs*. Mas o importante é fechar a temporada com vitórias e começar a pensar no draft e nas negociações.
Esperamos que treinador seja uma prioridade para este período de mudanças.

Agora a pressão e  os boatos sobre Irving vão aumentar consideravelmente.
Sobre isso, o menino Kyrie já se manifestou duramente no Twitter,  "doente" da vida



Os playoffs seriam muito enganoso este ano. Não que eu não quisesse. Queria e muito. Mas a eliminação será um choque de realidade, do qual não podemos fugir.
A temporada não foi o que esperávamos, nem de longe. Mike Brown foi uma negação. Jack, Clark não renderam. Irving teve seus piores números. E Bennett eu não quero nem comentar...
Enfim, é mister fazer mudanças. !! (Mister??? kkkk Vai para onde Guilherme??)

--
* Desde que vençamos todas,  Knicks perca 4 (de 6) e Atlanta não ganhe 3 (das 7 restantes).

01/04/2014

MILAGRE E ESPERANÇA

CAVALIERS 90 x 76 Pacers



Entre "milagres" e muita gente secando, o Cavs ainda vai lutando pela ultima vaga nos Playoffs, muitas pessoas que já não acreditavam mais agora ainda tem esperanças, outras ainda continuam sem esperanças de Playoffs nessa temporada, mas o mais importante é o Cavs brigar e lutar o máximo possível para dar ao menos um pouco de esperança para o futuro de nossa franquia aos torcedores.

Na ultima partida podemos que dizer que foi um "milagre" o que aconteceu. Nas últimas 16 partidas contra o Pacers o Cavs havia vencido apenas UMA, foi uma noite atípica, mas nem tanto.


Com a vitória em casa o time se manteve na briga pela 8ª vaga, mas como nem tudo são flores em Cleveland, o brasileiro Anderson Varejão que voltava a ter uma boa sequencia de jogos machucou seu ombro novamente, em um passe simples, sozinho.

Mesmo sem Kyrie Irving, C. J. Miles e Bennett o time vem mostrando muita garra nessas partidas finais, algo que a torcida vinha cobrando desde o inicio, esperamos que não seja tarde demais e apesar das dificuldades que sempre aparece para o Cavaliers ainda dá para acreditar sim.

Na partida o destaque ficou para Dion Waiters que fez 19 pontos e manteve sua ótima média de pontos como titular nos últimos jogos sem Irving. Tristan Thompson também foi muito bem, conseguiu mais um Double-Double com 12 pontos e 16 rebotes, outros destaques foram Deng (15), Hawes (13), Jack (11) e Dellavedova (11).


     (Lances da vitória deste domingo contra o Pacers)    

* 6 jogadores com dígitos duplos contra uma das melhores defesas da NBA.


Rapidinhas:

* Kyrie Irving foi reavaliado no domingo e os médicos o liberaram para treinar normalmente com o grupo, ele viaja para Orlando mas só saberemos se ele jogará na hora da partida.

*Anderson Varejão sofreu uma lesão no ombro direito e está fora da partida desta quarta contra o Magic, ele vai ser reavaliado e em breve teremos mais informações de suas condições para o fim da temporada regular.

*Com as vitórias de Knicks sobre o Jazz e do Hawks sobre o 76ers os 2 times abriram vantagem na tabela, nada para nos desesperar pois eram mais do que esperadas essas vitórias, ao Cavs cabe vencer o máximo de jogos possíveis e ver o que acontecerá no fim. VAMOS SECAR MUITO GALERA!

* Anthony Bennett foi liberado para ir a Toronto e não irá com o time na viagem para Orlando e Atlanta por conta de um problema de saúde familiar, ele que está machucado de qualquer forma não iria entrar em quadra em ambas as partidas.

* O Cavs contratou o armador Scotty Hopson no último dia 31, Hopson que não foi draftado por nenhum time em 2011, disputou a Summer League pelo Heat em 2013, além disso teve passagens pela Turquia, Grécia e Israel. Suas médias pela Universidade do Tennessee eram de 12.7 pontos e 3.1 rebotes.

Agora o Cavs tem 2 partidas fora de casa que podem decidir a temporada, primeiro contra o Magic na quarta para nos deixar vivos na briga pela ultima vaga, e em seguida contra o Hawks na sexta também fora de casa, aí é uma batalha direta onde o Cavs não pode nem pensar em perder se quiser algo mais para essa temporada.


Só lembrando, não deixem de curtir nossa página no facebook e nos seguir no Twitter oficial e no meu Twitter também.
Agora é hora de VENCER e SECAR MUITO!



29/03/2014

FAZENDO AS CONTAS

Olá, pessoas!!!

Cleveland perdeu mais uma partida importante neta temporada.
Com direito aos mesmos erros de sempre e um primeiro tempo apagado de Waiters e Show de bolas de 3-pontos de Paul Pierce. 97 x 108
Assim, os Nets estão a 1 vitória dos Playoffs.

E nós??
Possuímos alguma chance de playoffs??

Por incrível que pareça, temos chances ainda de conseguir a oitava posição.
É improvável, mas não é impossível!

Então para quem ainda sonha, vamos explicar quais seriam os cenários mais animadores. Guia completo.

Vamos começar com a posição na tabela de classificação.


(Atualizando)
Cleveland tem 29 vitórias e 8 partidas por jogar. (Agora são 30 vitórias e 7 jogos faltantes)
New York tem 30 vitórias e 9 jogos ainda para disputar.
Atlanta tem 31 vitórias e ainda fará 11 partidas. (Agora faltam 10 jogos)

Só pelo número de partidas restantes, você percebe que nossas chances são reduzidas diante das chances dos adversários.

Mas jogos restantes não fará diferença se os adversários de um time forem os 76'ers e de outro o Spurs. Então vamos ver a tabela de jogos de cada time.

(Atualizando...)
A Sequência dos Cavs é: Pacers (Vítória) - Magics - Hawks - Bobcats - Pistons - Bucks - Celtics e Nets

Observem um confronto direto com o Hawks, uma partida com o Bobcats, que nos venceu em todas esta temporada e a final contra os Nets. Os jogos em casa estão em itálico.

A Sequência dos Knicks é: GSW - Jazz - Nets - Wizards - Heat - Raptors - Bulls - Nets e Raptors

Knicks tem uma tabela pior e, no melhor cenário para nós, eles poderiam ter apenas mais 1 vitória na temporada. Sendo mais realista, devem conseguir mais 4 vitórias.

O time de Atlanta tem a seguinte sequência: Wizards (Derrota) - 76'ers - Bulls - Cavs - Pacers - Pistons - Celtics - Nets - Heat -Bobcats e Bucks

Eles tem três jogos em casa em sequência que definem sua temporada. Vitória contra os 76'ers e duelos contra Bulls e Cavs. Eles ainda enfrentam os Bucks no último jogo. A tabela não será o maior problema deles.

Percebe-se que a tabela dos Cavs e do Atlanta são bem mais interessantes. A grande questão é o time do Atlanta voltar a vencer. Inexplicavelmente, mesmo com Paul Millsap retornando às quadras, o time continua perdendo e perdendo.

Vamos então aos cenários positivos:

*Cleveland faz 7-1. Com esse recorde, provavelmente estaríamos lá, com 36 vitórias. A grande questão é que o próximo jogo já é contra os Pacers. O que poderia nos obrigar a vencer 7 partidas seguidas. Isso sem Kyrie Irving (e mesmo com ele) parece improvável.
Neste cenário, Atlanta não poderia ter 5 vitórias e os Knicks não podem ter 6 vitórias. Isso realmente pode acontecer. Não se surpreenda se o Atlanta  e o Knicks tiverem apenas mais 3 vitórias.

*Cleveland 6-2 - Um cenário muito bom ainda. Desde que a segunda derrota não seja para o Atlanta. Assim, ficaríamos com 35 vitórias e torcendo para os Knicks não vencerem mais de 4 jogos e os Hawks vencerem apenas 3 jogos. É difícil de acontecer, mas não impossível.

Cenários complicados:

*Cleveland 5-3. Desde que a derrota não seja para o Hawks, ainda restaria uma esperança. Ficaríamos com 34 vitórias e torcendo para o Atlanta não ganhar de mais ninguém além de Bucks e 76'ers. Além disso, Knicks teriam que vencer apenas 3 jogos, o que pode acontecer.

Cenários "Só Jesus na causa":

*Cleveland 4-4 - Ficaríamos com 33 vitórias. Assim, Atlanta não poderia vencer mais ninguém além do 76'ers. Ou seja, eles teriam que perder dos Bucks, dos Pistons e do Celtics. É muito, muito improvável. Além disso, Knicks só poderiam ter mais uma vitória, além da que conseguirão diante do Jazz.

*Cleveland 3-4 - O milagre seria Hawks só vencer o 76'ers e os Knicks só vencerem o Jazz. Além disso, teríamos que contar com os complicados critérios de desempate ao nosso favor.

--
Como os Cavs são um time completamente instável, Irving está machucado e Mike Brown continua sendo nosso treinador, eu diria que num cenário realista as nossas possibilidades são inferiores a 15%.

Mas os outros times na disputa também não são dignos de confiança. Dessa forma, tudo ainda pode acontecer.

É hora de colocar a sua cueca/calcinha da sorte e começar a secar os adversários!!!
A começar por hoje à noite, quando os Hawks enfrentam o time da capital americana.

Alguém acredita??


27/03/2014

SÓ FALTAM 9

CAVALIERS 97 X 96 PISTONS



Faltando menos de 15 jogos para o fim, o time com poucas chances de Playoffs e para ajudar perdemos a nossa estrela principal, Kyrie Irving com uma lesão no bíceps. 
E não é que o CAVS mesmo com tudo indo contra as expectativas, consegue uma sequencia de 3 vitórias. 

Depois de um jogo sensacional de Jarrett Jack contra o Knicks fora de casa, tivemos mais uma vitória sofrida contra o Raptors, dessa vez em casa.
O time comandou o jogo e mesmo com um apagão no último quarto resisitiu até o fim e venceu a equipe Canadense por 102 a 100.

Luol Deng (19pts), Tristan Thompson (15pts e 13reb) e Dion Waiters (24pts) foram os destaques do Cavs na partida.

Já na noite de ontem o destaque da partida ficou para 2 jogadores, um conhecido por sua garra, por sua vontade, em todos os lances da partida, e por sua defesa implacável. E não é o Varejão!

Só podia ter sido Dellavedova! 
Ele fez uma partida espetacular, terminou o jogo com 21 pontos (5-7 3pt) e com isso fez a sua maior pontuação em um jogo de NBA. (MUITO BOM, DELLY!)



O outro destaque é conhecido por sua marra, às vezes até falta de coletividade. Mas na última bola da partida ele não pensou 2 vezes, colocou a bola embaixo dos braços e decidiu. DION WAITERS!

Vale frisar que o treinador do Cavs, Mike Brown pediu para o Waiters partir para dentro do garrafão dos Pistons tentando fechar o jogo com uma infiltração no lance decisivo, GRAÇAS A DEUS Waiters ignorou o pedido de Mike Brown.

(Game Winner SENSACIONAL do Waiters e Irving comemorando junto)

Com uma cesta FANTÁSTICA ele virou a partida para o Cavs, ele que vinha em uma partida discreta, mas com essa bola conseguiu seu 1º "Game Winner" na carreira e mais que isso conseguiu manter um sonho distante, ainda possível: Playoffs! Afinal o Hawks perdeu na noite de ontem e com isso estão 3.5 a frente do Cavaliers.

E para aqueles que ainda teimam em dizer que Irving e Waiters não se dão bem, é só ver a comemoração dos jogadores para saber que isso não passa de boatos, que muitas vezes atrapalharam o elenco na temporada.

Faltam 9 jogos para o fim da temporada regular, infelizmente temos pouco tempo para pensar em uma virada, mas mesmo sem ter grandes chances o time mostra que tem capacidade de estar em um Playoff. Mais uma vez a irregularidade vem pesando para nós não conseguirmos essa vaga tão sonhada. 

Talvez a falta de experiência de muitos jogadores seja um dos motivos, mas com uma offseason tão esperada não podemos pensar em outra coisa para a próxima temporada a não ser um TOP 5 no Leste.

Próximo jogo também é fora de casa, contra a equipe do Nets. Logo em seguida recebemos o Pacers em casa, seria possível vencer os 2 times e empolgar para uma sequencia ainda maior?

Após o lance do Waiters na noite de ontem, podemos dizer que TUDO é possível.

24/03/2014

JACK SABE PONTUAR

E Cleveland consegue uma vitória sobre os Knicks e sem Kyrie Irving!!!
Demorou (assim como este texto), mas veio.

E veio com aquela pisadinha de sempre. Péssimo início de jogo, vergonha nos primeiros 24 minutos, defesa inexistente. Mas, para surpresa nossa, Mike Brown e Jarrett Jack mudaram a história da partida. Com um time mais baixo, abrindo mão de um PF de origem, e com Jarret Jack fazendo uma segunda metade de partida espetacular, o time virou o jogo, melhorou a defesa e atrapalhou a ida dos Knicks em direção aos playoffs. 

Cleveland acabou com uma sequência de 8 partidas seguidas do time da grande maçã, justo no dia em que o Atlanta Hawks havia perdido. Derrota que será difícil de assimilar, caso os Knicks não consigam ir para próxima fase.
Cavs encerra uma sequência de 4 derrotas, vencendo 

* Jarret Jack fez uma partida espetacular. 31 pontos, 10 assistências e 5 rebotes. Com quase todos arremessos no segundo tempo acertados. Lembrando o Jack do GSW, o Jack que realmente queríamos ter contratado. A média, depois do All Star Game está bastante razoável para ele. Deve permanecer no elenco na próxima temporada.
* Segunda partida fraca do Spencer Hawes. Fraquíssima. Precisa pegar mais rebotes um jogador do tamanho dele. 
*Por sinal, nenhum Cavalier pegou mais de 5 rebotes no jogo. Atípico!
*Dion Waiters com presentações bem mais equilibradas. Seus números como titulares são muito bons. espera-se que se mantenham com o retorno do Irving
*Ontem foi aniversário do Irving. 22 anos apenas. Às vezes a gente se esquece de como é tão novo. Muito futuro ainda na NBA. 
*A quem honra, honra. Aprendi isto na igreja e tenho que plicar agora: Mike Brown mudou o jogo abrindo mão de um time mais alto, mantendo apenas 1 pivô, cercado por Luol Deng, Dellavedova, Dion Waiters e Jarret Jack.
*Mesmo sem chances de playoffs, Cleveland não entrou no "módulo Tank", mas continua lutando por vitórias. Sei que neste momento muitos pensam no Draft, mas esse time precisa aprender a vencer, a não ser um dos piores. Sempre deve se lutar pela vitória. Deng deve influenciar neste pensamento. Cleveland precisa mostrar para a Liga que não é uma das piores franquias para se jogar.  O Draft será sempre importante, mas esta off-season será decisiva para o futuro de muitos times na NBA nos próximos anos, inclusive o nosso.


21/03/2014

REAÇÃO TARDIA


CAVALIERS 95 X 102 OKC



Mais uma derrota em casa em mais um jogo contra um dos candidatos a MVP da temporada, se na noite de terça Lebron James fez 43 pontos, na noite de quinta Kevin Durant também fez a parte dele contra o Cavs e terminou a partida com 35 pontos e 11 rebotes.

Como já era esperado mais uma vez jogamos sem Kyrie Irving e Luol Deng e Waiters foi mais uma vez titular da equipe.

Durante o primeiro tempo o time conseguiu se manter vivo no jogo, principalmente no 1º quarto onde Hawes e Waiters comandaram o time.

No segundo quarto OKC conseguiu abrir no marcador e fomos para o intervalo perdendo por 10 pontos. Até ali KD já estava com 21 pontos na partida e os destaques do Cavs eram Waiters e Hawes, 10 pontos cada um.

Terceiro quarto mesmo com os 12 pontos de Waiters não foi o suficiente para manter o Cavs próximo do placar, logo o OKC abriu ainda mais vantagem no placar, fechamos 17 pontos atrás.

Ultimo quarto começou e nada de mudanças, apesar da boa partida Waiters errava muitos lances livre, Delly errava bolas de 3, Zeller forçava arremessos sem espaço nenhum e tudo se encaminhava para uma derrota por mais de 20 pontos, chegamos a estar 24 pontos atrás. 


Mas de repente o time encaixou uma boa defesa e conseguimos uma sequencia de 16 pontos sem levar nenhum e estávamos apenas 8 pontos atrás no placar.


Os titulares do OKC tiveram que voltar a quadra, mas mesmo assim o Cavs tirou ainda mais a vantagem, chegando a 5 com 1:12 para o fim da partida. 

Eis que Durant entra em ação, após um rebote ofensivo de Ibaka, Durant acertou 5 de seus 6 lances livres no final da partida e acabou com as esperanças do Cavs de conseguir uma virada espetacular.

Destaques da partida:


Dion Waiters: 30 pontos (11-25)

Spencer Hawes: 20 pontos (Apenas 3 rebotes)
Matheus Dellavedova: 11 pontos e 10 assistências (1º Double-Double na carreira)
Anderson Varejão: 8 pontos e 8 rebotes.


* Fomos massacrados nos rebotes, OKC 53 x 36 CAVS.


Para ajudar já temos em seguida o Rockets pela frente no sábado e mais uma vez estaremos sem Irving e provavelmente sem Deng também, esse final de temporada será difícil para os torcedores do Cavs.

E o mês de março continua horrível!



18/03/2014

NEM TÃO INFERNAL

Juiz com camisa do Heat!
A volta de Lebron para Cleveland sempre faz muito barulho no mundo da NBA. 
Não foi diferente desta vez. Pode ser a última vez que ele tenha vindo com a camisa do Miami Heat.

Mas para nós, a notícia que importava era que Luol Deng também ficaria de fora da partida. 
Jogar contra o time da panelinha sem Irving e sem Deng se apresentava como um cenário de uma péssima noite. Como falei no Twitter, seria noite de choro e ranger de dentes.
Ok, Wade também ficaria de fora, então poderia ser apenas uma noite de ranger de dentes....

E tudo se confirmava com um Lebron James super inspirado! Ele está acostumado com a Q-Arena, conhece os atalhos e está acostumado com a tabela. Estava imparável!! Anotou 25 pontos só no primeiro período!! 25 pontos!!! Impressionante. Para sorte dos Cavs, o resto do time adversário fez apenas 7 pontos, assim os Cavs conseguiu perder por apenas 32-25.

No segundo quarto, com a entrada de Varejão, Cleveland deu uma guinada na partida. Dellavedova e o brasileiro comandaram a defesa do time de Ohio, que empatou o jogo e chegou a liderança. A força defensiva cobrou o seu preço, Vareja saiu de quadra com 3 faltas antes mesmo do intervalo. Cleveland perdeu a liderança, mas foi ao intervalo com 54-59. 
Lebron que se encaminhava para um jogo de 80 pontos, anotou apenas 6 no segundo quarto.
Pelos Cavs, Jack e Waiters comandavam um bem distribuído ataque. Destacavam-se as 7 assistências do Waiters, que jogava distribuindo bem a bola.

O terceiro quarto manteve o equilíbrio da partida. Cavs controlava melhor Lebron James. No ataque, o aproveitamento continuava bom, na casa dos 60%. Reduzimos Lebron a 4 pontos e mais uma vez Varejão deu o gás defensivamente, mas também colaborou com o ataque. Fomos ao último período com o placar empatado em 79.

No último período, a força ofensiva do time caiu bastante e o desempenho ofensivo despencou (33%). A defesa, porém, manteve o torcedor com esperanças até o final da partida. Faltando pouco mais de 3 minutos, o empate persistia em 88. Foi quando o Miami tomou vantagem  dos erros dos Cavs, forçadas de bola do Waiters e do Jack, e conseguiu abrir pequena vantagem que administrou (com aquela ajudinha dos juízes) até o final de 100-96.

Para quem esperava o inferno, foi uma noite bem mais angelical de um  time que se superou e mostrou bastante força de vontade. Entenda como quiser, mas digo que foi a melhor derrota da temporada.

*Lebron terminou a noite com 43 pontos, abaixo do que se esperava, mas ainda muito impressionante. Foram 6-8 na linha dos 3-pontos
*Varejão anotou 16 pontos e 11 rebotes, além de 3 roubos de bola. Sua presença foi fundamental para os Cavs na partida. Com ele em quadra, o time sempre atacou bem e principalmente marcou muito melhor.
*22 pontos para Jarret Jack (8-13), melhor marca com os Cavs, com direito a duas bolas de pontuação máxima, nos segundos finais, que mantiveram acesa a esperança da torcida. Apesar de algumas jogadas de tirar o torcedor  do sério, vem mostrando claro crescimento com a camisa vinho e ouro. 
*Dion Waiters conseguiu seu primeiro Double-Double na carreira, com 17 pontos e surpreendentes 11 assistências. Quando ele passa a bola é um jogador espetacular. Contudo, cometeu 6 erros e levou 4 tocos. A gente espera que ele se acostume com mais minutos em quadra e mantenha o equilíbrio sempre.
*Equilibrio, inclusive, mental. Nos minutos finais, Dion ficou pressionado por dois defensores no canto da quadra e sem opção pediu o último Timeout dos Cavs. Foi ao banco falando cobras e lagartos com os companheiros, em total desequilíbrio. Contido por Varejão, acalmou-se. Mas uma atitude totalmente desnecessária. 
*6 jogadores dos Cavaliers, incluindo todos os titulares, anotaram 10+ pontos. 
* E no total, foram 20 Turnovers. Muito para quem pretendia bater o atual bi-campeão. 

Viu a partida??
Comente!!

Não viu?
Vai um pequeno resumo...



17/03/2014

KYRIE MACHUCADO (ATUALIZADO)

Kyrie Irving saiu machucado ainda no primeiro quarto do jogo de ontem, com uma contusão no bíceps esquerdo. É tudo que você precisa saber sobre a derrota de ontem para os Clippers por 102-80.

Em breve, atualizaremos este Post com mais informações.

Ressonância nesta segunda.

#Oremos

___________________________________________________


Hoje após exames realizados na Cleveland Clinic em Cleveland foi constatado que Kyrie Irving tem uma lesão no tendão da cabeça longa do bíceps e ele estará fora por 2 semanas.

Após as 2 semanas, ele será reavaliado para poder dar sequência com o seu tratamento. Com menos de 15 jogos para o fim da temporada e uma lesão complicada como essa, é provável que Kyrie Irving só volte a atuar pelo Cavs na próxima temporada. Ele só havia perdido 3 partidas nessa temporada, mas não conseguiu escapar de mais um ano de lesões.

Fica agora nossa torcida para que ele se recupere totalmente, que volte 100% e que nas próximas temporadas ele consiga se livrar dessas lesões que estão o atrapalhando desde o tempo de universitário.  





15/03/2014

NEVER SAY DIE

Cavs 103 x 94 GSW


Que vitória fantástica, pessoas!! Que vitória!!!
Cleveland mostrou neste jogo, mais do que qualquer outro da temporada, como é um TIME  cheio de talentos. Foi uma vitória da defesa e uma vitória da coletividade. 
Na maior parte do jogo, dois de seus titulares (Irving e Thompson) foram muito mal. Mas Luol Deng, Dion Waiters, Anderson Varejão, Spencer Hawes, Jarret Jack e até mesmo Zeller e Dellavedova foram fantásticos. 
E acima de tudo, o time conseguiu jogar de forma madura, após sair perdendo o jogo por 4-22. Se dizem que "de virada é mais gostoso", hoje podemos perceber que o ditado pode ser verdadeiro.
Foi a maior reviravolta do time na temporada. 

Cleveland começou o jogo sofrendo um pequeno massacre. Com apenas 33% de aproveitamento no primeiro quarto, fomos engolidos pelo time californiano que jogava como queria. Estava fácil demais para eles. 32-16 foi pouco ainda para o péssimo basquete que os Cavs apresentou. 

O jogo ficou interessante no segundo quarto. Com Dellavedova (que sempre entra quando Brown não sabe o que fazer com a defesa), Waiters, Varejão e Zeller, o time mudou completamente a partida! Somos até obrigados a elogiar Brown que teve a coragem de deixar Irving no banco maior parte do tempo. O time saiu dos 16-32, para 40-38. Foi uma corrida de 24-6, que colocou os Cavs na frente do placar em apenas sete minutos.  No fim, fomos ao intervalo com uma pequena desvantagem de 1 ponto, com um 52-53. Mas os 12 pontos de Dion Waiters no período e a defesa aplicada foram dignos de notas.  As duas bolas de Dellavedova e os arremessos de Deng também marcaram a recuperação do time. Saímos de 33% nos FG no 1Q, para 54% no 2Q.

Evidentemente, veio o receio do terceiro quarto jogar todo trabalho fora. Brown retornou o time titular e todos seguramos a respiração. Mas surpreendentemente o time jogou bem. Ok, com exceção do Thompson. (Thompson teve uma sequência bizarra de erro no ataque, erro na defesa, com assistência para 3-pts de S. Curry e, em seguida, falta ofensiva no ataque). Irving também vinha mal na partida, mas ainda dava para suportar. Em certo momento, Irving tinha 3 pontos e 4 TO e, ele e Thompson combinavam para 1-8 FG. Felizmente a defesa dos Cavs no 3Q foi espetacular!! Forçando erros, roubando e desviando bolas e deixando o GSW sem opções para arremesso, o time mostrou um pouco daquilo que se esperava desde o momento em que você contrata um treinador como Mike Brown. Jogo permaneceu equilibrado até os minutos finais do período quando Irving entrou no jogo, acertou duas bolas de três e comandou o time junto com o Hawes a uma vitória parcial de 84-71. 

O último período foi emocionante, mais pelo barulho da Oracle Arena e pelo histórico dos Cavs, do que pelo jogo em si. Cleveland jogou de forma consistente, manteve a defesa forte e conseguiu pontuar. Jarret Jack, que vinha em um bom jogo em seu primeiro retorno à Califórnia, teve problemas com faltas, o que ajudou ao retorno de Waiters ao jogo. Waiters, Hawes, Deng e Irving mantiveram os Cavs na frente do placar até o final. 103-94.

Mais uma vitória dos Cavs no complicado mês de março, a segunda na viagem pelo Oeste Perigoso.
Uma vitória de gente grande, numa virada impressionante. Desconsiderando o 1Q, o time jogou muito bem defensivamente. 
Sei que muitos já desistiram de ver este time, e eu não acredito muito nos playoffs, mas ainda vale acompanhar o time porque vez ou outra você verá um basquete bem divertido.
O jogo de ontem foi muito bom de acompanhar. O time não desistiu em nenhum momento e nos surpreendeu mais uma vez!!
Vamos esperar para ver quantas surpresas este time ainda nos dará!!

* Outra partida muito boa do Hawes, que mesmo sem acertar as bolas de 3-pts (apenas 1-7) ainda foi o cestinha do time com 22 pontos, além de liderar o time nos rebotes com 13 registros. Não há dúvidas que a renovação já deve estar sendo estudada.
* Partida terrível de Thompson! O canadense tendo claras dificuldades de se adaptar ao jogo de Hawes. 
* Varejão jogou 20 minutos e teve um Plus/Minus de + 20. Impressionante! Varejão vindo do banco junto com Zeller é uma combinação interessante. Poucos times devem ter reservas na posição do mesmo talento. Varejão ainda pode ser aproveitado com os titulares  no lugar do Thompson, o que ajuda bastante a defesa.
*Waiters teve um 2Q espetacular, mas ficou o período seguinte quase todo no banco de reservas. Só veio ao jogo faltando 1 minuto para o fim do 3Q, por causa do problema de faltas do Jack. Por isso também, jogou mais de 30 minutos e mais do que Jack depois de muito tempo. Foi chamado de "Máquina de pontuar"  pelos adversários. 18 pontos para ele .
*Jack fez uma partida muito boa. Estava com muita vontade de mostrar serviço e parecia à vontade no ginásio. Apesar dos números não serem espetaculares (9 pts em 4-5 FG) foi um jogo acima da média dele com os Cavs.
* Outro que foi acima da média com os Cavs foi Luol Deng. Discretamente ele foi pontuando e ajudando na defesa. Com 16 pontos e 6-10 nos arremessos, ajudou bastante o time e forçou bem menos jogadas. Irving, mesmo com partida fraca, ainda ficou com outros 16 pontos, em 6-12 FG, e teve 4 roubos de bola.

13/03/2014

CAVS SURPREENDE O SUNS


CAVALIERS 110 X 101 SUNS





Cavs vindo de 4 derrotas seguidas começou ontem uma sequencia de 6 jogos DIFICÍLIMOS. Pra começar, o primeiro jogo já fora de casa contra o Suns e conseguimos uma vitória surpreendente contra o 9º colocado do Oeste.



O JOGO

O Cavaliers começou com tudo no 1º quarto, Spencer Hawes fez um quarto perfeito fechando com 17 pontos e o Cavs já foi logo abrindo vantagem no placar, fechamos com 37 a 24 a nosso favor.

Segundo quarto foi a vez de Irving e Deng mostrarem serviço e com boa atuação também de Thompson no garrafão fomos para o intervalo com uma grande vantagem, Cavs vencia 60 a 47.

Como todos já estão cansados de saber, de esperar, de imaginar, no terceiro quarto o time apagou, a bola do Hawes não caia, as jogadas de Irving não davam resultado e a defesa não funcionava, após muitos TOs do Cavs a vantagem evaporou. 

Em menos de 6 minutos o Suns já estavam a apenas 4 pontos do Cavs e logo lembramos do jogo em Cleveland, onde o Cavs abriu 20 pontos e conseguiu perder por 9 no fim, mas não desta vez. 


Dion Waiters entrou e junto com Luol Deng manteve o Cavs na frente, com uma linda bola de 3 no estouro do cronometro o Cavs foi para o ultimo quarto na frente, com 82 a 77.


Último quarto e Waiters continuou voando, marcou 7 pontos seguidos e conseguiu colocar o Cavs 10 pontos na frente, com a volta de Irving a quadra e mais 2 bolas certeiras de 3 dele foram mais do que suficiente para matar o jogo, até com certa tranquilidade.


Esse tipo de jogo mostra que o time tem muitas qualidades, mas infelizmente é muito individualista, em cada quarto um jogador comandou as ações do jogo mas no fim quando precisou de jogadas para definir não conseguia se organizar e contou com uma noite péssima de arremessos do Suns para levar a vitória.


Com a vitória ficamos a 3.5 atrás do 8º colocado, o Atlanta Hawks. Mas vale lembrar que em sequencia o Cavs vai encarar, Warriors e Clippers fora de casa e Heat, OKC e Rockets em casa. SÓ PEDREIRA!

Sonhar com Playoffs é possível? Acreditar que o time conseguirá vencer esses adversários fortes é possível?

Eu diria que somos a cidade do #Believeland, mas são coisas muito difíceis de estarem acontecendo ainda mais com um time tão inconsistente como temos.



Números do jogo:

Kyrie Irving: 23 pontos, 9 rebotes e 6 assistências.
Spencer Hawes: 19 pontos e 6 rebotes. (17 pontos no 1º quarto)
Luol Deng: 18 pontos e 9 rebotes.
Tristan Thompson: 13 pontos e 7 rebotes.
Dion Waiters: 10 pontos (apenas 18 minutos em quadra. Muito pouco!)


Jogos complicados pela frente, e estamos com 1-4 no mês de março, desses próximos 6 jogos quantos vocês acham possível o Cavs vencer?

Não deixem de comentar.